7 de set de 2011

00:55

Conviver com alguém deve ser tão ou mais complicado do que qualquer coisa que alguém possa vir a imaginar, pensar, raciocinar ou discernir...
É, deve ser...

Partindo da premissa que as pessoas são integralmente diferentes, pensam coisas que na maioria das vezes, não chegam nem ao cerne do teu real querer, é praticamente impossível associar a ideia de rotina com satisfação.
Acordar todos os dias com alguém, dividir tarefas (mesmo que a balança sempre penda para um lado), perder a famigerada "liberdade" é algo que ás vezes amedronta.
Nós, na qualidade de seres humanos não conhecemos diversas coisas, e por consequência, tememos o desconhecido, e é por isso que as relações interpessoais hoje em dia, são mais complexas do que elas realmente parecem.

Não basta só querer.
O conviver precisa de dedicação, zelo, hombridade e companheirismo.

Antes de se sentir ameaçado quando alguém está prestes a invadir seu espaço, usar seus chinelos e dormir na sua cama, olhe pra você, e note o quanto monstruoso você pode parecer.

Bú!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva mesmo sem saber o porque...